Um pouco de tudo e nada ao mesmo tempo.

O New York Times publicou uma reportagem que rapidamente levantou na internet uma séria discussão com relação à privacidade.

Foi descoberto que qualquer aplicativo pode acessar todas as suas fotos, sem que você fique sabendo. E isso vale para Android e iOS.

No caso do Android, mesmo que o aplicativo não exija qualquer permissão para ser instalado. Já no iOS, o acesso é conseguido quando um app ganha permissão de acessar sua localização, o que obviamente nada teria a ver com suas fotos.

Segundo o NYT, essa “falha” já é conhecida há bastante tempo, pois foi introduzida no iOS 4, em 2010, para garantir que os apps de fotos funcionassem de forma mais eficiente. Para a Apple, “não está claro” que tal capacidade já tenha sido utilizada de forma negativa, em virtude das políticas da AppStore, que removeria qualquer app com comportamento estranho. No entanto, um app malicioso que tivesse acesso às fotos, poderia enviá-las a um servidor remoto, e uma vez que os arquivos estejam fora do dispositivo, já não há mais nenhuma forma de controle que possa ser exercida pela Apple.

O jornal pediu a um programador, que não quis se identificar, que desenvolvesse um app de teste. Ele foi chamado de Photospy e conseguiu ter acesso às fotos armazenadas no telefone e conseguiu enviá-las com sucesso a um servidor. O app não foi enviado à Appstore, no entanto, o que torna impossível definir se ele realmente seria barrado.

Para o Google, isso trata-se de uma falha de design, que foi mantida para garantir a retrocompatibilidade com a maneira que os primeiros dispositivos Android tinham acesso às fotos. A empresa declarou que irá estudar as implicações do caso e já está tomando providências para garantir maior segurança no acesso às imagens arquivadas nos aparelhos.

Casos de imagens vazadas (cuidado ao clicar) não são novidade na internet, especialmente entre celebridades, e com o mundo cada vez mais conectado, e dispositivos presentes em cada bolso, esse tipo de problema só tende a se tornar cada vez maior. Enquanto as empresas não apresentam solução, é melhor tomar cuidado com aquele programinha interessante que você resolveu baixar naquele site duvidoso.

E você? Como costuma lidar com a questão de privacidade digital? Conte-nos nos comentários.

Fontes: The New York Times, Gizmodo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: