Um pouco de tudo e nada ao mesmo tempo.

Comprei um Motorola Milestone há pouco mais de um ano. Seria minha primeira experiência de uso real com Android. Antes da compra havia apenas mexido por poucos minutos em alguns telefones com o sistema, mas já tinha uma boa ideia de como seria devido aos comentários do amigo Ricardo, (que trouxe o meu) pois comprou o dele um pouco antes.

Para acompanhar minha experiência com as atualizações do aparelho, veja mais:

O Milestone chegou com o Android 2.0.1, Eclair. Mas passado o deslumbramento das primeiras horas de uso, já dava para perceber que a quantidade de bugs era imensa. O telefone reiniciava sozinho a cada 6 ou 8 horas, aproximadamente. Simples assim: Reiniciava. Mesmo que estivesse em cima da mesa, parado, fazendo “nada”, os restarts aconteciam.

Alguns aplicativos também eram muito “perigosos”. Abrir o Google Sky Map, por exemplo, fazia o celular reiniciar depois de alguns segundos em mais da metade das vezes.

Fiquei com o Android 2.0.1 por exatos 2 dias. A Motorola liberou o upgrade para a versão 2.1, que curiosamente também é Eclair. Já dava pra notar, pela falta de mudança no doce (o Android batiza cada uma de suas versões com um nome de doce diferente), que não seria uma atualização tão grande assim.

Muitos dos bugs foram corrigidos, mas as reiniciadas continuaram. Agora com menor intensidade, admito. O telefone passou a fazer isso uma ou duas vezes por dia. Mas abrir o Sky Map ainda gerava reboots aleatórios, mesmo que em menor grau. Outros aplicativos também tinham o mesmo problema, principalmente os de GPS ou câmera. Acredito que por exigirem mais do hardware, e o software tinha sérias dificuldades pra controlar isso.

De qualquer forma fiquei mais animado, pois deu pra perceber que não era um problema físico do telefone, e atualizações de software podiam fazer com que tudo melhorasse.

Nisso, o Google lançou a esperada versão 2.2, Froyo. Com melhorias significativas em relação ao Eclair, como o suporte para mover aplicativos para o cartão SD.

Com a pouca memória do Milestone para instalar programas, isso faria toda a diferença. No Eclair, tentar instalar 10 programas era impossível e o telefone já reclamava de falta de memória.

Os donos do Milestone esperavam, e mesmo pressionando a Motorola, a atualização nunca vinha.

Foi nessa época, cansado de esperar, que conheci os projetos de ROMs alternativas. Hoje temos muitas ROMs diferentes para o Android, com destaque para a famosa CyanogenMod. Para o Milestone, existe a ShadowmodBr, um projeto do brasileiro Edgar Castro, cujo objetivo era trazer o Froyo e muitas melhorias para o celular.

Depois de seguir o tutorial e instalar a shadowmod, posso dizer que o celular melhorou MUITO. A simples capacidade de mover os programas para o SD já modificou a experiência de uso totalmente. As reiniciadas aleatórias também diminuiram. O telefone passou a reiniciar algo como uma vez por semana.

Claro que nem tudo são flores. O fato de usar a rom alternativa fez com que algumas coisas ficassem estranhas. O Android Market, por exemplo, não se atualizava mais automaticamente. Mesmo saindo novas versões, ele estava sempre travado na versão inicial que veio com a ROM. E os meus aplicativos instalados muitas vezes “sumiam” da lista de aplicativos do market, o que fazia com que não fossem atualizados automaticamente também. Eu precisava procurar pelo app e mandar fazer uma atualização manual.

Pesando os prós e contras, jamais pensei em voltar para o Eclair original da Motorola. O Froyo modificado estava muito interessante.

Algum tempo depois a Motorola lançou, enfim, a versão 2.2 oficial. Sinceridade? Nem sequer instalei. Depois de ver inúmeros relatos de usuários que instalaram e voltaram para a shadowmod pelos mais variados problemas, como falta de estabilidade, crapware da motorola instalado e dificuldades para rootear novamente o aparelho, achei melhor deixar como estava.

Paralelamente à versão 2.2, o Edgar começou uma versão beta da shadowmod, para trazer o Android 2.3 (Gingerbread) para o Milestone. A princípio resolvi não instalar, pois o Froyo estava me atendendo bem, e partir para uma versão beta e instável não parecia muito boa ideia.

Depois de muito ouvir do Ricardo, acabei por baixar a última versão (beta7) e instalei, mas problemas com o botão físico da câmera (que fazia o celular começar a vibrar sem parar e travar totalmente) me fizeram instalar a penúltima versão, beta6.

Essa versão corrigiu todos os problemas que eu tinha com o Market. Ele voltou a se atualizar sozinho, e os aplicativos nunca mais sumiram da lista. Mas ainda havia os restarts, que nunca deixaram de acontecer, mesmo que agora com muito menor intensidade, que as vezes eu até me esquecia deles.

Depois de algum tempo, descobri um pequeno “hack”, o DSI-Fix, feito pelo usuário kabaldan, do XDA, que prometia resolver o problema. Instalando a versão 1.0, realmente o celular parou de reiniciar sozinho. Agora, os restarts aleatórios aconteciam apenas de vez em quando, com alguns programas de GPS.

Na última semana, kabaldan lançou a versão 2.2 do fix. Depois de instalada, os restarts pararam completamente. NUNCA MAIS tive problemas. Incrível como um pequeno arquivo de 5kb pode fazer tanta diferença no aparelho. Aproveitei e instalei também a atualização para o último kernel disponível para o Milestone, que é árabe, mas funciona perfeitamente em qualquer região e contribui também para deixar o aparelho mais estável.

Mais uma vez, nem tudo estava perfeito. O gingerbread, apesar de muito mais estável e funcional que o Froyo, é mais pesado e consome mais memória. O resultado é que muitas vezes, após abrir algum programa mais pesado, a home tinha que ser toda redesenhada, o que dava uma impressão de que o telefone estava muito mais lento.
Alguns apps funcionando em background também eram terminados pelo gerenciamento de memória agressivo do gingerbread (agressivo para os 256mb de ram do milestone, que fique claro, ele é feito e pensado para aparelhos com 512mb ou mais).

Procurando por uma solução pra isso, encontrei o incrível script v6 supercharger, do usuário zeppelinrox. O que o script faz é rearranjar os blocos de memória do android, dando prioridade pra certas tarefas, como a home.

Após aplicar o script, nunca mais tive problemas com a home sendo redesenhada, o que deixa o telefone muito mais rápido. E o rearranjo de memória para priorizar o multitask também resolveu meus problemas com o término de aplicativos em background.

Estava muito feliz com o Milestone, mas eu já sabia de suas limitações de hardware. A verdade é que, assim como computadores e tudo relacionado a tecnologia, o milestone já está ficando defasado. Seus 256mb de ram faziam com que as novas versões do Angry Birds, por exemplo, rodassem travando, com lags que tornavam a jogabilidade muito ruim.

Foi então que descobri o Chainfire3D. A aplicação trata-se de um driver intermediário de video, que atual praticamente no kernel do android, lendo as informações que são processadas antes da geração de imagens.

A promessa do autor é que o driver conseguiria interceptar as informações de jogos mais pesados, e às custas de uma pequena redução na qualidade gráfica, reduzindo o tamanho das texturas, por exemplo, aumentaria sua performance.

Resolvi que valia a pena correr o risco e instalar para ver. Resultado? Não notei qualquer diminuição na qualidade gráfica do Angry Birds. Mas, a velocidade…. é algo incrível. O jogo agora roda de 4 a 5 vezes mais rápido do que rodava antes, totalmente liso e sem travadas.

Resultado final? Meu milestone agora está perfeito, dentro das possibilidades do seu hardware. Infelizmente alguns jogos não rodam mesmo, como Plants vs Zombies, mas por mais que o software tenha feito milagres, a falta de hardware só pode mesmo ser resolvida com a compra de outro aparelho, mas posso dizer que se antes estava desesperado para trocar de telefone, agora vejo que o Milestone ainda tem força pra rodar por um bom tempo! E, viva o software livre, a colaboração entre as pessoas e a troca de experiências nos fóruns de discussão, que tornaram tudo isso possível!

Comentários em: "Motorola Milestone: Software que faz a diferença" (2)

  1. rodrigo disse:

    meu celular e igual a o seu mas ele esta com problema que nao sei qual e ele apaga tudo que esta na memoria toda vez que desliga ele e os programas estao dando pau direto nem consigo usar o celular vc poderia me ajudar

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: